Você usa a nuvem para armazenar documentos, tanto pessoais quanto da empresa, não é mesmo? Então, certamente conhece os benefícios de apostar na descentralização como forma de garantir mais segurança para os seus arquivos — livrá-los dos confins de uma única máquina, onde podem ser corrompidos ou invadidos, é uma ótima alternativa.

Essa mesma lógica é explorada de maneira ainda mais complexa e inovadora no sistema blockchain. Talvez você ainda não o conheça, mas pode ter certeza: guarde o seu nome, pois você vai ouvir falar do blockchain com uma frequência cada vez maior daqui para a frente.

E a bitcoin, você conhece? Trata-se da moeda digital que conquistou relevância até mesmo fora da rede, alcançando grandes empresas. O blockchain surgiu justamente para otimizar e proteger as transações de bitcoins, trazendo mais segurança e permitindo que a moeda digital aumente ainda mais o seu alcance.

Quer saber tudo sobre o sistema blockchain e como ele vai revolucionar o mercado B2B? Então, continue a leitura!

O que é o blockchain?

O blockchain é uma tecnologia que faz o registro de transações financeiras em qualquer moeda, inclusive no bitcoin, por meio de uma cadeia de blocos — ou, em inglês, blockchain. A proposta é armazenar e carimbar de forma permanente todos os dados envolvidos no processo.

Dessa maneira, eles tornam-se impossíveis de serem apagados, editados ou censurados. Tudo isso é, então, guardado em um banco de dados descentralizado. Além das vantagens imensuráveis para a segurança digital, essa característica também permite que o blockchain faça registros lineares e cronológicos.

Para ilustrar, você pode imaginar que o sistema é como um enorme livro razão que, imutável e à prova de fraudes, é capaz de ser distribuído na rede de forma livre.

Com isso, o blockchain possibilita, por exemplo, uma transação rápida, fácil, barata e segura de milhões de um país para outro, sem agentes financeiros atuando como intermediários. As consequências? Mais transparência, eficiência, velocidade e autonomia nas transações financeiras entre empresas.

Como o sistema blockchain impacta o mercado B2B?

Com o avanço da internet, transações B2B feitas digitalmente tornaram-se cada vez mais recorrentes. Hoje, o blockchain aumenta consideravelmente as possibilidades envolvidas nesses processos, já que acelera, facilita e protege as transações.

Dessa maneira, é possível acompanhar instantaneamente a venda de itens de alto valor, por exemplo, ou de produtos rigorosamente fiscalizados, como carnes e medicamentos. Afinal, o blockchain pode ser uma tecnologia digital, mas as suas consequências são facilmente percebidas no “mundo real”.

O blockchain permite, portanto, que produtos com risco de quebrarem ou de estragarem durante o transporte sejam monitorados mais de perto. Uma das maiores vantagens do sistema é justamente esse maior controle que passa a fazer parte das transações B2B.

Compartilhar informações com as empresas com que você faz negócio também fica mais fácil. Além disso, como já mencionamos, o blockchain traz um nível altíssimo de segurança às transações financeiras de qualquer tipo entre duas companhias, algo fundamental para garantir o sigilo das informações e a autonomia da própria organização.

Quais são as maiores vantagens do blockchain?

Já adiantamos vários dos benefícios nos tópicos anteriores, mas agora vamos nos aprofundar mais nos principais deles. Portanto, fique de olho e veja por que você deve começar a investir agora mesmo no blockchain!

Alto nível de segurança

Você já viu que o blockchain gera dados imutáveis, que não podem ser modificados ou apagados de maneira alguma. Isso traz implicâncias enormes para o mercado B2B, já que empresas lidam com dados envolvendo toda a gestão da organização, informações pessoais dos colaboradores e dos clientes e planos estratégicos, por exemplo.

Sendo assim, uma ruptura na segurança digital da empresa pode ter resultados catastróficos na gestão e na reputação do negócio. Ao investir no blockchain, por outro lado, você garante a mais avançada, forte e inovadora tecnologia contra as ameaças e os invasores digitais.

Mais autonomia nas transações

Devido à eliminação de intermediários nos processos de compra e venda entre empresas, cada negócio passa a ter mais poder e autonomia nas transações.

Outra consequência disso é um melhor controle da gestão financeira envolvida, permitindo que você decida cada etapa do processo de maneira mais ágil e eficiente.

Transparência

Ao lidar diretamente com a outra empresa, você conquista mais transparência nas transações financeiras. O processo, assim, torna-se íntegro e de confiança para ambos os lados envolvidos.

Com isso, você pode formar laços e parcerias mais aprofundados com outras empresas, já que saberá exatamente em quem pode confiar, quais são as organizações mais alinhadas com a sua gestão e muito mais.

Integridade da supply chain

Com o blockchain, a supply chain — ou cadeia de fornecimento, em português — passa a ser controlada mais de perto pelas empresas envolvidas, como já exemplificamos.

Ao adquirir itens que podem se quebrar ou estragar durante o transporte, é comum que o departamento responsável encomende um pouco além da quantidade necessária, como forma de prevenção contra esses prováveis (e recorrentes) danos que inutilizarão parte da encomenda.

Se considerarmos o gasto desses pedidos extras em cada uma das tantas compras realizadas pela empresa, nos deparamos com um número bastante alto, referente a um valor que é simplesmente desperdiçado. O blockchain elimina essa despesa, já que, com o sistema, você poderá acompanhar todo o processo e até mesmo prevenir danos.

Além da natureza dos itens adquiridos, a distância física entre fornecedor e consumidor é cada vez maior — resultado da globalização advinda, em grande parte, graças à internet e à tecnologia digital. Quanto mais extenso o caminho que a encomenda precisa percorrer, maiores são as chances de algo dar errado.

Mais uma vez, o blockchain reverte a situação por meio do monitoramento instantâneo e prática de todo o processo de compra, venda, entrega e chegada dos respectivos itens.

Otimização dos contratos

O blockchain também traz o recurso dos smart contracts, ou contratos inteligentes. A tecnologia vai trazer inovação e otimização a uma prática tão comum e recorrente das negociações entre empresas.

Um contrato determina uma série de procedimentos e obrigações de ambas as partes acordantes, certo? O que o blockchain faz é acompanhar o desenrolar dessas promessas, pois o contrato dentro do sistema é um documento autoexecutável. Ou seja, se um dos acordantes não cumprir com suas obrigações, o blockchain pode automaticamente gerar, por exemplo, a multa referente ao atraso de um pagamento.

Isso traz praticidade e agilidade para as empresas envolvidas, já que eles poderão resolver quaisquer conflitos ou pendências entre si — aqui, também, sem a necessidade da intervenção de terceiros. Além disso, não é necessário que alguém verifique pessoalmente o andamento das cláusulas, pois o próprio blockchain cuida disso.

Viu só? O sistema blockchain chegou para revolucionar definitivamente a maneira com que a sua empresa faz negócios B2B. Está esperando o que para começar a usá-lo agora mesmo? Se você gostou do post de hoje, compartilhe-o nas suas redes sociais e apresente o blockchain a seus colegas e amigos!

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This