Durante décadas, a gestão funcionou como um jogo — ganhava o player que fazia as melhores previsões e se antecipava aos movimentos dos outros jogadores. O que dava a ele a capacidade de pensar na próxima jogada: know-how? Intuição? Mesmo que não haja uma resposta, o fato é que esse tipo de gestão sempre trouxe riscos. Mas hoje a inteligência de mercado, ou Business Intelligence, promete mudar essa realidade.

Quer entender como a inteligência de mercado pode prever cenários e tornar a tomada de decisão mais precisa? Quer descobrir como aplicar o Business Intelligence ao negócio?

Se a sua empresa está preocupada com a transformação digital e quer se tornar cada vez mais competitiva nessa era de revolução, confira neste texto como colocar esse conceito  prática!

O que é inteligência de mercado?

A inteligência de mercado, também conhecida como Business Intelligence ou simplesmente BI, é a capacidade de captar dados disponíveis nos sistemas e transformá-los em uma leitura de cenário útil para a empresa.

Essas informações referem-se ao contexto macroeconômico (mercado), aos concorrentes e aos clientes. Elas revelam e antecipam o comportamento do consumidor e podem apontar tendências e insights relevantes para as organizações.

Desta forma, uma companhia tem a oportunidade de prever tendências do mercado, associá-las aos seus objetivos estratégicos e encontrar oportunidades de atuação, minimizando os riscos do negócio.

Como aplicar o Business Intelligence ao negócio?

Há muitas formas de utilizar o BI para potencializar o sucesso de uma companhia. Atualmente, sua contribuição para setores como venda e marketing estão entre as mais relevantes e comentadas. Conheça as principais:

Capacidade de apontar tendências

O primeiro aspecto relevante é a capacidade do BI de, como já falamos, apontar tendências. Ele cruza dados de diversas fontes, inclusive, os comentários em redes sociais e ferramentas como o Google Trends, para identificar tópicos em alta entre os consumidores.

Desta forma, as empresas podem desenvolver produtos e serviços que vão ao encontro das necessidades dos consumidores. Elas podem alterar ou adequar seu catálogo ou coleção de acordo com as expectativas dos clientes, garantindo uma boa aceitação no mercado.

Conhecimento do público-alvo

Mas as vantagens não param por aí. O BI permite, também, que o setor de marketing conheça o cliente em profundidade. Ao analisar o seu banco de dados, ele traça um perfil exato do nicho de mercado que a empresa deve explorar.

Assim, o Business Intelligence revela quem são os seus consumidores, quais as suas características (sexo, faixa etária, rendimento), hábitos, necessidades e interesses. Diz ainda quais são os canais em que ele está presente e como alcançá-lo.

Para isso, o BI cruza os dados não só do banco de informações da empresa, mas de tudo que está disponível na rede: publicações nas redes sociais, registros de ligações de celulares, site que o cliente acessa e até mesmo os banners em que ele clica.

Com um perfil tão exato, a equipe de marketing consegue identificar quem quer comprar o produto que a sua empresa deseja vender. Ele aponta os canais onde essas pessoas estão e quais são as necessidades delas que podem ser solucionadas pelo seu serviço.

Dessa forma, a equipe de marketing é capaz de desenvolver iniciativas efetivas para alcançar esse consumidor. E oferecer o produto para quem quer comprar é certeza de aumentar as vendas e, consequentemente, o ROI de suas ações.

Oportunidade de inovação

O BI consegue rastrear o mercado, analisar as necessidades dos seus clientes e, ainda, investigar a sua concorrência. Qual é a vantagem disso?

A principal é a capacidade de apontar anseios dos consumidores que a concorrência não está conseguindo atender. Dessa forma, a sua empresa tem a oportunidade de inovar, criar novas tendências e lançar produtos ou serviços que não são explorados pelo mercado.

Essa atitude garante à organização o status de marca inovadora, capaz de se reinventar para atender as necessidades de seu público-alvo. Esse é um diferencial competitivo incontestável.

Como implementar soluções de Business Intelligence?

Se você entendeu tudo o que falamos até aqui, já percebeu que a inteligência de mercado é a chave para oportunidades de valor incalculável. Mas como fazer para que ela traga esses benefícios ao seu negócio?

O primeiro ponto que precisamos destacar é o Big Data. Trata-se de um conceito relacionado ao BI. Ele se refere ao grande volume de dados que são produzidos e armazenados na internet a cada dia.

Para termos uma ideia desse volume, atualmente, em um único dia, a rede consegue gerar mais dados do que no ano 2000 inteiro! São informações sobre o estilo de vida dos usuários, como os seus hábitos, necessidades, preferências e padrões de consumo, entre outros.

Porém, esses dados brutos não têm muita relevância para um negócio. Encontrar qualquer oportunidade significativa nessa etapa é algo tão improvável quanto achar uma agulha em um palheiro.

É justamente nesse ponto que entram as ferramentas de BI. A inteligência de mercado vai, justamente, interpretar, analisar, cruzar e sistematizar esses dados. Dentro desse universo de informações, ela detectará aquelas que são relevantes para sua empresa ou seu público-alvo, contribuindo para suas decisões gerenciais.

O que um empreendedor precisa saber sobre as ferramentas de BI?

Atualmente, o mercado já dispõe de muitas ferramentas e softwares de inteligência de mercado. Por isso, não é preciso criar um departamento de TI ou contratar um gênio da estatística e da computação para obter esses benefícios.

Basta fazer uma boa pesquisa de mercado para encontrar ferramentas com as funções analíticas recomendadas para o seu tipo de negócio. Ela se encarregará de identificar e mostrar a você os dados realmente importantes para a sua empresa.

Recorra a recursos visuais

O gestor pode obter uma série de relatórios gerenciais a partir do BI. Mas considerando as características do nosso cérebro, essa não é a abordagem mais eficiente. Você pode encontrar ferramentas que transformam a análise em tempo real em métodos visuais.

Quando as informações são apresentadas de forma mais atrativa, elas terão uma interpretação mais simples, ajudarão a identificar oportunidades de forma mais efetiva e serão mais úteis na hora de apresentar os dados a clientes e investidores.

Utilize o BI também para corrigir problemas

Com todo esse potencial, a ferramenta não deve ser subutilizada. Ela também pode e deve ser usada para detectar problemas que a sua empresa precisa solucionar.

Uma análise detalhada pode apontar gargalos, processos interrompidos e fluxos de informação truncados. Com essas falhas detectadas, a organização pode corrigi-las para se tornar mais competitiva.

Entendeu o que é inteligência de mercado e como ela pode favorecer o crescimento de um negócio? Quer saber mais sobre a aplicação do Business Intelligence? Então não perca tempo! Inscreva-se no canal Panorama Positivo e fique por dentro das novidades!

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This