Enquanto o mercado mostra-se cada vez mais competitivo e frequentemente instável, a tecnologia continua crescendo. Assim, empresas de todos os tamanhos e setores passam a correr contra a concorrência para se estabelecer como companhias inovadoras e modernas.

Afinal, as ferramentas tecnológicas são capazes de aprimorar a qualidade dos produtos e serviços oferecidos, de aumentar a produtividade da equipe, de otimizar a gestão em diversos aspectos e de conquistar um atendimento mais completo, rápido e eficiente para os clientes.

Nesse contexto, os investimentos em tecnologia são fundamentais para que as empresas possam continuar crescendo sem ficar para trás. Entretanto, o setor de TI pode ter dificuldades de demonstrar isso para os CEOs, já que muitos ainda não entenderam tão bem a importância de trazer esses novos recursos para o negócio.

Em muitas companhias, o TI ainda é visto como uma fonte de gastos, e não como um departamento estratégico capaz de fazer a diferença ali dentro. Portanto, o post de hoje traz os melhores argumentos para você apresentar ao CEO e convencê-lo do quanto é imprescindível realizar investimentos em tecnologia.

Quer descobrir como você pode ajudar a empresa a se desenvolver e a superar os concorrentes? Então, continue a leitura e mãos à obra!

Tenha o embasamento de estatísticas

Por mais que o CEO possa mostrar-se resistente quanto à ideia de despender recursos financeiros em nome da revolução tecnológica, os números não mentem, não é mesmo? Sendo assim, conte com o embasamento de estatísticas relevantes na hora de conversar sobre investimentos em tecnologia.

Por meio de análises de produtividade, da eficiência das ferramentas que você deseja implementar e outras métricas relevantes para a situação, você conseguirá demonstrar claramente, sem espaço para dúvidas, o quanto a tecnologia vai aprimorar o trabalho de todos — dos gestores, da equipe de atendimento, do TI, do próprio CEO etc.

Aqui, a chave é preparação e organização. Antes de encontrar-se com o CEO para discutir o assunto, reúna todos os dados e informações necessárias e, assim, torne-se capaz de rebater quaisquer dúvidas ou hesitações que ele possa ter.

Fale sobre o status da transformação digital

Na corrida da transformação digital, há as empresas que inevitavelmente ficarão para trás.

São aquelas que não se prepararam, que não perceberam as indicações do mercado, que não ficaram de olho na concorrência e que não analisaram mais a fundo o fato de que a tecnologia transforma o nosso dia a dia — então, por que não revolucionaria também as empresas?

Por isso, a força da transformação digital pode parecer óbvia para os mais antenados ou para quem trabalha com isso, mas não se engane: muitos ainda não perceberam que ela chegou para ficar e que só vai se intensificar cada vez mais daqui para a frente.

Então, o que fazer? Traga informações concretas sobre isso, destacando novos lançamentos, as maiores tendências do mercado e todas as ferramentas tecnológicas com potencial para conquistar grandes benefícios e diferenciais dentro da empresa.

Ao entender melhor como a tecnologia pode impactar e modificar positivamente o seu negócio, o CEO estará mais disposto a reconhecer a importância dos investimentos nesse sentido.

Analise as ações dos concorrentes

O CEO está deixando as empresas concorrentes passarem na frente do seu negócio? Para piorar, ele não parece estar tomando nenhuma providência sobre isso? Então, cabe a você fazê-lo corrigir essa lacuna o quanto antes.

Você vai alcançar isso por meio de uma análise aprofundada das ações das organizações concorrentes. O que eles estão fazendo que ninguém mais do setor está fazendo? De que forma implementam as mais recentes tecnologias que chegaram ao mercado? Como os clientes estão respondendo a tudo isso?

Essas e outras perguntas ajudarão você a montar um perfil do uso da tecnologia por parte dessas empresas que competem com a sua. Ao ver o quanto sua própria empresa está ficando para trás, o CEO vai querer reverter a situação imediatamente.

Faça o cálculo do ROI em TI

O ROI — sigla de Return Over Investment, ou retorno sobre investimento — é uma métrica fundamental para demonstrar a importância de dedicar recursos para o setor de TI.

De maneira geral, podemos dizer que o ROI demonstra o quanto determinado investimento financeiro valeu a pena. O TI é um departamento que costuma render custos altos, mas, como já falamos, é possível conquistar grandes vantagens a partir deles.

Com a economia de material e de tempo e a otimização do trabalho em diversos sentidos, os investimentos em tecnologia logo começam a trazer lucros para a empresa. Isso vale tanto para uma economia financeira quanto à redução do tempo gasto em cada atividade.

Portanto, ao conhecer o ROI dos investimentos nos quais você está pensando, o CEO poderá identificar facilmente quais são os projetos e planos tecnológicos mais interessantes, alocando-os então com eficiência para aproveitar ao máximo tudo o que a tecnologia tem a oferecer para o mundo corporativo.

A fórmula para calcular o ROI e a tabela para analisar o número resultante são bastante simples. Confira:

ROI = (ganho – investimento inicial) ÷ investimento inicial

A partir daí, considere que:

  • se o ROI for menor que 1, houve perda, pois a empresa investiu mais do que recebeu;
  • se o ROI for igual a 1, não houve perda nem lucro;
  • se o ROI for maior que 1, houve lucro, pois a empresa recebeu mais por usar determinada ferramenta do que gastou para instalá-la.

Apresente novas formas de gerar receitas

O CEO pode não querer gastar dinheiro (por enquanto, é assim que ele entende os seus planos: como gasto, não ainda como investimentos em tecnologia), mas certamente vai se interessar por novas possibilidades de gerar receitas para a empresa.

Isso é possível dentro da revolução tecnológica! Antes de mais nada, há o imediato aumento da produtividade, já que os colaboradores poderão desenvolver suas tarefas com maior rapidez, dinamismo e eficiência.

Mas o relacionamento com o cliente também é fortemente aprimorado quando há investimentos em tecnologia. Mesmo de fora do negócio, ele perceberá os efeitos da maior produtividade e do aumento na fluidez e na rapidez no atendimento.

A tecnologia pode reforçar os laços com o público e, assim, fidelizar um número maior de clientes de uma forma mais intensa do que anteriormente. E ainda nem falamos dos novos produtos e/ou serviços que podem ser desenvolvidos quando há mais ferramentas tecnológicas à disposição das diferentes equipes da empresa.

Com elas, os colaboradores poderão pensar em estratégias mais eficientes de divulgação, de fidelização, de venda etc., unificando a companhia e destacando-a em meio à concorrência.

Gostou de conhecer os melhores argumentos para convencer o CEO da importância crescente dos investimentos em tecnologia? Quer continuar por dentro das melhores dicas e novidades do TI? Então, baixe o nosso Guia de investimento em tecnologia agora mesmo!

guia de investimento em tecnologia

Escreva um comentário

CADASTRE-SE PARA FICAR POR
DENTRO DAS NOVIDADES DA POSITIVO.

Share This